Sporting-Benfica (antevisão)

Decisivo? Carlos Carvalhal diz que não, é sim importante. Jorge Jesus discorda, para o Sporting é o tudo ou nada. A ideia do treinador do Benfica entede-se perfeitamente: quer colocar toda a pressão do lado do adversário e tranquilizar os seus jogadores. Carvalhal pretende precisamente o mesmo. No entanto, o actual momento de ambas as equipas dá razão a Jesus. Para o Sporting este é mesmo um jogo decisivo. Os leões estão, à décima jornada, no oitavo lugar e com um atraso de onze pontos para o primeiro lugar. É significativo, nada condiz com a condição de um grande. É decisivo, obviamente. O jogo frente ao Benfica, o eterno rival, poderá ser um bom tónico para iniciar uma recuperação. Ou, por outro lado, um ponto final nas aspirações que restam de chegar ao título.

Num derby, geralmente, não há favoritos. É um jogo, noventa minutos onde tudo pode acontecer e a vitória pode sorrir a qualquer um deles. Hoje, em Alvalade, será um pouco diferente: o Benfica, mesmo jogando fora, parte como favorito a triunfar. As posições que as equipas ocupam na classificação e, sobretudo, o que fizeram até aqui sustentam essa tese. Existem, porém, contra-argumentos que importa ressalvar. O Sporting irá estrear, em jogos do campeonato, Carlos Carvalhal e essa troca de treinadores poderá ter um efeito moralizador. Os encarnados já deixaram as goleadas para trás, têm sido menos exuberantes, e sofreram, no último jogo, uma eliminação da Taça de Portugal. Também por isso há uma nota importante: o regresso de Óscar Cardozo, o jogador de quem os benfiquistas esperam golos.

Jorge Jesus tem essa boa notícia mas, pelo contrário, ainda não poderá contar com Luisão, o esteio defensivo. Sidnei será, como já fora na última partida, o seu substituto. Também Ramires e Saviola chegam a Alvalade condicionados em termos físicos mas, não sendo totalmente certo, deverão estar em condições de jogar. Para completar o rol das dúvidas, há ainda o lado esquerdo da defesa: preferir César Peixoto, que regressa de lesão, ou Fábio Coentrão, que tem dado boa conta de si mas denota ainda algumas falhas (naturais) em termos defensivos? O mistério só ficará desfeito bem próximo da hora do encontro. Essa é, de resto, uma preocupação comum aos dois treinadores: Caneira ou Veloso no lado esquerdo da defesa leonina?

O médio português deverá ser mesmo o eleito para desempenhar esse lugar – parece certo apenas que Grimi ficará de fora. Outra incógnita: ante o Pescadores da Costa da Caparica, Carlos Carvalhal inovou ao colocar a equipa em 4x3x3 mas, à medida que o jogo foi correndo, viu-se obrigado a regressar ao 4x4x2. Frente ao Benfica, como será? À primeira vista, é crível que opte pelo segundo sistema, pois os jogadores estão totalmente adaptados e houve pouco tempo para mudar todos os processos. Ainda sem poder contar com Izmailov nem com o castigado Tonel, Carvalhal tem Carriço de volta e é sobre Liedson que recairá a maior responsabilidade de condimentar este jogo com golos para o Sporting. Às 21h15, em Alvalade, joga-se o derby dos derbis. Com crónica no FUTEBOLÊS.

EQUIPAS PROVÁVEIS

SPORTING: Rui Patrício; Abel, Polga, Daniel Carriço e Miguel Veloso; João Moutinho, Pereirinha, Vukcevic e Matías Fernandéz; Postiga e Liedson

BENFICA: Quim; Maxi Pereira, David Luiz, Sidnei e Fábio Coentrão; Javi García, Ramires, Di María e Aimar; Saviola e Cardozo

Anúncios

One thought on “Sporting-Benfica (antevisão)

Comentar. Com qualidade e com opinião própria. Sem ofensas e sem excessos.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s