Sem pressão mas com orgulho (antevisão)

Sem a pressão de ter de ganhar? Sim. Sem responsabilidades? Não, bem longe disso. O FC Porto joga, logo mais, a última jornada da fase de grupos e já tem tudo decidido: estará presente, a par do Chelsea, nos oitavos-de-final mas sabe que o segundo lugar lhe poderá trazer um adversário bem indesejável. Contudo, há sempre um prestígio e uma camisola para defender. Mesmo não mudando absolutamente nada no que respeita à sua posição, os portistas quererão voltar a ser felizes num estádio que lhes traz boas recordações: na época passada, nos oitavos, o FC Porto conseguiu uma exibição de gala no Vicente Calderón. É que, além do mais, há alguns euros que os cofres azuis-e-brancos querem garantir.

Se do lado portista a passagem está garantida, no segundo lugar do grupo, a condição do Atlético de Madrid não é definitiva. Os colchoneros sabem que esta partida representa o fim da linha na Liga dos Campeões mas, em termos matemáticos, não possuem ainda a garantia de continuarem nas competições europeias, pois o APOEL Nicósia ainda lhes poderá roubar o terceiro lugar que faz a ponte para os dezasseis-avos da Liga Europa. No entanto, os cipriotas deslocam-se a Stamford Bridge, fortaleza do Chelsea, e uma vitória será um cenário quase utópico – os espanhóis têm, também, melhor diferença de golos. É certo, então, que o jogo importa bem mais ao Atlético.

O Atlético que defrontou o FC Porto no Dragão, em Setembro passado, já tinha os nossos bem conhecidos Simão Sabrosa, Jose Antonio Reyes e Paulo Assunção. Junta-se, agora, Quique Flores, ex-treinador do Benfica. Quique continua com o seu estilo simpático, elogioso, agradável. Jesualdo agradece, mas para ele este é um bom jogo para os portistas darem sequência ao que de bom foi feito em Guimarães. Num estilo também descomplexado, o treinador do FC Porto anunciou seis nomes que entrarão no Calderón: Helton, Fucile, Maicon, Fernando, Hulk e Varela. Esta poderá ser, aliás, uma boa oportunidade para Jesualdo Ferreira fazer alguma gestão do plantel e lançar jogadores, tal como Maicon, com pouca rodagem.

Anúncios

One thought on “Sem pressão mas com orgulho (antevisão)

Comentar. Com qualidade e com opinião própria. Sem ofensas e sem excessos.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s