Reivindicar a paternidade do Sp.Braga – Bernardino Barros

Quando a obra sai asseada todos a reclamam como sua. Quando sai borrada todos a renegam. Vem isto a propósito do Sp Braga e da magnífica campanha que este ano está a fazer no principal campeonato português. Brilhante, com futebol não muito entusiasmante, mas prático e competitivo. Com estes atributos conseguiu Domingos Paciência transfigurar uma equipa, que já em épocas anteriores tinha dado cartas no principal campeonato do pontapé da bola nacional, e colocá-la a discutir o título até à última jornada. A derrota na Luz e o consequente atraso de seis pontos para o Benfica é adversário de tomo para os bracarenses, não havendo possibilidades de serem recuperados e somente por uma única razão.O Benfica é a melhor equipa nacional, com um futebol consistente, de cariz marcadamente atacante e com uma facilidade enorme de jogar em todo o terreno, seja em que estádio for. Respira confiança, saúde física e mental. Grande obra de Jorge Jesus.

Mas vamos ao que interessa. Quem é o verdadeiro responsável pela excelente época do Sp. Braga? Jorge Jesus que reclama a escolha de mais de 98% do actual plantel dos bracarenses? De Domingos que sagazmente construiu uma equipa consistente e capaz de alcançar resultados, nunca antes alcançados por qualquer treinador bracarense? Ou ainda do inefável Manuel Cajuda que reclama o lançamento dos alicerces de uma equipa ganhadora? Os números não enganam, o mérito é de quem tem unhas para colocar o Braga na posição invejável que tem nesta altura da época. A seis jornadas do fim, está em segundo lugar (a época transacta estava em quinto lugar), tem 55 pontos (mais 14 que na época anterior), tem 17 vitórias (mais seis), tem 15 golos sofridos (16 o ano transacto) 34 golos marcados (mais cinco que na época anterior), o que a torna na terceira equipa mais concretizadora do campeonato e a segunda melhor defesa da época. Elucidativo.

Jorge Jesus é um grande treinador e está a prová-lo no Benfica. Domingos é um grande treinador e está a prová-lo no Braga. Quem deve receber os louros da sensacional época do Braga? Definitivamente Domingos porque é o seu treinador. Por muito que queiram comparar, não é possível saber se Jesus faria com este plantel igual ou melhor que Domingos. Jesus teve o mérito se saber escolher jogadores e de fazer uma boa época de 2008/2009 com o Braga, principalmente nas competições europeias. Domingos falhou nas competições europeias (abandono prematuro na pré-eliminatória), esteve com a cabeça a prémio por uma pré-época titubeante (a nível exibicional e de resultados), mas merece os maiores elogios por saber tirar partido de uma excelente quantidade de jogadores de qualidade, construindo uma equipa consistente nas exibições e nos resultados. Especulações são sempre possíveis mas factos são factos.

Anúncios

One thought on “Reivindicar a paternidade do Sp.Braga – Bernardino Barros

Comentar. Com qualidade e com opinião própria. Sem ofensas e sem excessos.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s