Liga ZON Sagres: O momento em que o líder tremeu

FC PORTO-V.SETÚBAL (1-0): O ALÍVIO DO DRAGÃO

O FC Porto começara bem. Ao seu estilo, trocando a bola, entrando no terreno adversário, levando Diego a emergir. Baixou o ritmo depois, errou passes, revelou-se lento nos seus processos. O Vitória de Setúbal não fez um único remate, sim, mas o dragão não foi tão assertivo, tão pressionante e tão intenso como se revelara no primeiro terço do campeonato. O jogo com o Benfica, por exemplo, marcou uma viragem: continua a ganhar, a somar pontos, a estar invicto, só que não revela o mesmo brilhantismo nem o mesmo rasgo de antes. No Dragão, com o Vitória, chegou à vantagem nos últimos cinco minutos da primeira parte, numa grande penalidade assinalada erradamente por Elmano Santos, através de Hulk. Descansou após o intervalo, viu o Vitória de Setúbal acreditar, confiar e assustar, colocou-se a jeito de um dissabor, sentiu problemas e foi incapaz, também devido ao desgaste de Viena, de reagir. Os sadinos tiveram, já nos descontos, uma hipótese de ouro para marcar: de novo uma grande penalidade duvidosa, Jaílson marcou, Elmano Santos mandou repetir, por ainda não ter apitado, e o brasileiro disparou para o céu. O Dragão explodiu. Porque percebeu a importância do triunfo. Foi o momento.

NOTA: O Momento da Jornada é uma rubrica do FUTEBOLÊS, publicada antes da análise completa de cada ronda da Liga ZON Sagres. A imagem presente tem créditos da Liga Portuguesa de Futebol Profissional.
Anúncios

Comentar. Com qualidade e com opinião própria. Sem ofensas e sem excessos.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s